História

Antes de chegarem os portugueses, Bertioga era habitada pelos índios Tupi-guarani, que chamavam o local de “Buriquioca” que na língua Tupi significa Morada de macaco grande. Isso porque no Morro da Senhorinha existiam muitos destes animais.

Surge então na História do Brasil, Bertioga, com a importância de um dos pontos geográficos interessados em povoamento regular, destinados também à defesa e a palco de grandes batalhas entre a civilização, representada pelos portugueses de Martim Afonso de Sousa, e a barbárie, pelos tamoios de Aimberê, Caoaquira, Pindobuçu e Cunhambebe, em constantes incursões e correrias destruidoras.

Como por todo Litoral Paulista, Bertioga possui vestígios da ocupação pré-histórica, comprovados por diversos depósitos de calcários existentes na região, em sítio arqueológico, o qual damos o nome da Sambaqui. Nesse sitio encontramos grandes quantidades acumuladas de conchas de moluscos marinhos e terrestres, misturados com instrumentos de pedra, ossos e esqueletos ou parte de humanos e de animais que representam testemunhos da cultura dos paleoamerídios do Brasil no local.
.
Bertioga foi local de vizitação dos portugueses desde o início da sua colonização em 1531, quando Martim Afonso de Sousa, nomeado Governador Geral da Costa do Brasil, aportou às águas de Buriquioca. Com João Ramalho, Martm Afonso deixou em terra alguns homens para construir ali um pequeno fortim,partindo em seguida rumo ao sul para fundar oficialmente São Vicente do outro lado da ilha, a primeira Vila do Brasil, fundada em 1532 por Martim Afonso de Souza.

João Ramalho teria vindo à cidade para verificar a possibilidade de estabelecer no local uma fortificação para defender São Vicente de ataques dos tamoios. Assim como em vários pontos da costa brasileira, aqui foram erguidas várias paliçadas de um fortim, tarefa que foi atribuída a Diogo de Braga personagem de origem desconhecida e que parecia viver entre os índios e agregados, pois era casado com uma índia e já estava em Bertioga anos antes da chegada de Martim Afonso, falando corretamente a língua dos tupis. A ele e seus cinco filhos deve-se a contrução da primeira colonia e a paliçada primitiva que deu origem ( depois de sua destruição, causada por um incêndio provocado por indígenas, em 1547, quando foi transformado em alvenaria ) ao que é hoje um cartão postal da cidade: o Forte São João. Antes de ser cartão postal da cidade o Forte São João já havia se tornado um símbolo para Bertioga e um marco para a história do país. Pois foi ali que, em 1563, os jesuítas Manoel da Nóbrega e José de Anchieta se hospedaram, por cinco dias, antes de irem para Ubatuba apaziguar a revolta dos os índios na Confederação dos Tamoios.

Essa fortaleza é considerada a mais antiga erguida no Brasil e é um patrimônio histórico, tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) em 1940.

O artilheiro alemão Hans StadenUma na sua primeira viagem ao Brasil, em 1547 foi capturado pelos tupinambás e ficou prisioneiro entre eles por cerca de nove meses. Ele foi uma das figuras mais importantes para a história de Bertioga, pois através de suas obras, deixou várias observações a respeito das civilizações indígenas e também sobre a terra, fauna e flora local . Além de indicações
importantes sobre o desenvolvimento histórico do país no século XVI.

De Bertioga foi que Estácio de Sá e sua esquadra saíram em 1565, para fundar a cidade do Rio de Janeiro. Bertioga era apenas uma pequena linha de praia protegida pelo outeiro de Buriquioca, hoje conhecida como Morro da Senhorinha.

Nos começo do século XVIII, com o uso do azeite de baleia na iluminação pública e particular, Bertioga passou a ter grande importância, isso graças à criação da Armação das Baleias para a pesca da Baleia e no lugar foram construídos grandes tanques para depósito de óleo desses animais.E assim, durante certo tempo, o azeite de Bertioga foi de grande contribuição para a iluminação de Santos, São Vicente, São Paulo, São Sebastião e também em parte, do Rio de Janeiro.

Por muito tempo Bertioga manteve-se como um dos mais pobres núcleo de pescadores, com poucas casas em frente do porto da barca e três pequenas casas de Comércio. Nessa época a vila vegetava com um reduzido comércio rudimentar que atendia
precariamente, as famílias de pescadores que ali residiam. Somente em meados de 1940, o pequeno núcleo de pescadores começou a perceber sua grande função como Estância Balneária. E descobriu que toda sua riqueza estava no seu potencial
turístico, na sua simplicidade, na fartura de sua pesca e na sua beleza pitoresca, e no esplendor de sua rica história.


Bertioga foi região livre e soberana, até 1943. Nessa época também começou a melhoria das estradas de acesso e com o asfaltamento da estrada que corta o Guarujá em direção ao ferry boat que faz a ligação da ilha de Santo Amaro à Bertioga é que começou uma grande expansão urbana. Porém a dominação santista iníciou em 1944, quando o então governador do Estado, Ademar de Barros, decretou a anexação de todo litoral norte a Santos. Assim em 1944, Bertioga se tornou oficialmente distrito de Santos e depois de apenas tres anos ela foi elevada a subprefeitura, mas continuou estagnada durante um longo tempo. Enfrentando
grandes dificuldades como falta de água, luz, telefone e acessos rodoviarios. O único meio de transporte eram as embarcações da Companhia Santense de Navegação, que com certa precariedade, interligava diariamente Bertioga ao Porto de Santos.
O abastecimento elétrico só iniciou em dezembro de 1965 quando passou a dispor de iluminação pública e domiciliar oferecida pela Usina de Itatinga, através da CESP, já o abastecimento de água, por rede domiciliar, só foi inaugurado em 1969, cuja captação na serra e adutora foi executada pelo Estado e está entregue à Sabesp. A Sociedade Amparo aos Praianos de Bertioga, foi fundada na década 40 onde instalou seu Posto de Puericultura, posteriormente gabinete dentário e mais tarde ambulatório médico permanente. Porém o primeiro Pronto-Socorro Municipal, com médico permanente e ambulância só foi instalado em 1951, pelo prefeito Sílvio Fernandes Lopes. Onde o dr. Brasilino Vaz de Lima foi o primeiro médico do Estado, efetivamente instalado, e passou a residir, em 1952. De 1965 a 1968 funcionou a primeira agência bancária de Bertioga, o Banco Nacional da Lavoura. A Telesp, com o advento da Cia. Telefônica Brasileira, com o PS-1, em Bertioga até o ano de 1978, manteve a vila com poucos telefones em precaríssimas condições e só em 27 de julho de 1979, inaugurou seu plano de expansão, com DDD e DDI, capacitando a cidade com mais telefones. E assim com tantas melhorias seus moradores iniciaram movimentos pró-emancipação em 1958 e 1979 que Bertioga conquistou sua autonomia. E apenas em 19 de maio de 1991, foi realizado o plebiscito que veio a confirmar a autonomia do Distrito, transformando este num dos municípios mais novos do estado de São Paulo. E para consolidar sua autonomia foi realizado no dia 3 de outubro de 1992 sua primeira eleição.

Portal do Litoral © 1999 - 2018 - Todos os direitos reservados